Conecte-se Conosco
 

 

Tocantins

TO BOAS MÃOS – Governo Wanderlei investe mais de R$ 270 milhões em obras de infraestrutura, e geração de 5 mil empregos com o Programa de Fortalecimento Estado/Municípios

Publicado

em

Até o momento foram investidos R$ 277.937.625,93, distribuídos nos municípios do Tocantins, que puderam utilizar a verba de acordo com as demandas de cada cidade - (Crédito fotos: Estado do Tocantins)

TOCANTINS – O Estado do Tocantins, por meio da Secretaria de Planejamento e Orçamento, fez um balanço parcial do Programa de Fortalecimento da Economia e Geração de Emprego e Renda e os números são bastante positivos, pois quase todos os 139 municípios do Tocantins já estão utilizando o recurso de R$ 2 milhões assinados em convênio com o Estado para a realização de obras de melhorias para as cidades.

Até o momento foram investidos R$ 277.937.625,93, distribuídos nos municípios do Tocantins, que puderam utilizar a verba de acordo com as demandas de cada cidade. A maioria dos projetos das redes municipais utilizaram a recurso para serviços de infraestrutura, sendo que até o fechamento do balanço prévio foram observadas 114 obras de pavimentação de vias públicas; 15 construções de complexos poliesportivos; 31 praças públicas, que estão sendo construídas ou reformadas; 14 campos de futebol estão sendo feitos. Os trabalhos estão, ainda, sendo distribuídos em nove ginásios esportivos; sete quadras poliesportivas; cinco orlas públicas; seis parques públicos; três praias públicas; três pontes e bueiros; três poços artesianos; uma ciclovia e um centro de lazer.

Maioria dos projetos das redes municipais utilizaram a recurso para serviços de infraestrutura – (Crédito fotos: Estado do Tocantins)

Para o secretário de Planejamento e Orçamento do Tocantins, Sergislei Silva de Moura, o Programa cumpriu o seu papel e já no primeiro semestre do ano deixou evidente as melhorias para as cidades do Estado. “O nome do Programa deixa bem claro o objetivo do Estado do Tocantins, que com as obras em execução e outras em planejamentos, já viabilizam empregos e renda para as cidades”, comentou o secretário, que pontuou, ainda, o quantitativo de novos empregos que estão sendo gerados graças a execução do programa. “Uma estimativa feita com a Fundação Getúlio Vargas, aponta que a cada R$ 1 milhão em qualquer obra, gera-se 15 empregos diretos e, pelo menos, cinco indiretamente. Com um programa que destina R$ 2 milhões para todos os municípios do Tocantins, acreditamos que estamos gerando aproximadamente 5 mil empregos em todo Tocantins”, afirmou o secretário Sergislei Silva de Moura.
Em relação os recursos utilizados nas obras, a distribuição ficou da seguinte maneira: R$ 30 milhões para cidades da região de Araguaína; R$ 28 milhões na região central de Palmas; R$ 30 milhões no Vale do Araguaia; R$ 33 milhões na regional sul de Gurupi; R$ 38 milhões no sudeste; R$ 18 milhões no Jalapão; R$ 49 milhões na região meio norte de Colinas e Guaraí; e, por fim, R$ 49 milhões no Bico do Papagaio.
A distribuição do recurso é feita em três etapas, sendo que na primeira parcela é depositado um terço do dinheiro, na segunda são dois terços do valor, e na terceira e última parcela três terços.

Estado do Tocantins gera mais de 5 mil empregos com o Programa de Fortalecimento – (Crédito fotos: Estado do Tocantins)

Maurilândia
A cidade de Maurilândia, que fica na região do Bico do Papagaio, está realizando obras de pavimentação de ruas do bairro Vila São Cristóvão. A primeira parcela recebida pelo município foi utilizada para o recapeamento e pavimentação asfáltica das vias; a segunda parcela vai ser usada na continuidade do asfaltamento do bairro; sendo que a última parcela vai finalizar a terceira etapa da obra, que consiste no processo de sinalização e acabamento das ruas.
“Houve um planejamento para a execução do plano de economia e retomada do emprego, trabalhando com mais investimento principalmente na área urbana, trazendo mais pavimentação asfáltica, reformas de praças, entre outras obras. Essas ações foram primordiais para a geração de emprego e renda”, finalizou o secretário.
O Programa é descritivo e regulamentado na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), aprovada no ano de 2021, para então ser executada no ano de 2022.
Publicidade    
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TENDÊNCIA