Conecte-se Conosco
 

 

Policial

Em Palmas, Polícia Civil desarticula ponto de vendas de drogas e apreende mais de 4kg de entorpecentes

Publicado

em

Mais de quatro quilos de drogas, cerca de 15 munições intactas e vários carregadores de pistolas apreendidos, além de um homem preso por tráfico de drogas e uma mulher presa por resistência e lesão corporal contra agente de segurança. Esse foi o saldo de mais uma operação deflagrada pela 1ª Divisão de Repressão a Narcóticos (DENARC – Palmas), na tarde desta sexta-feira, 22, na Capital.

Comandada pelo delegado Alexander Pereira da Costa, a ação foi deflagrada após o recebimento de inúmeras denúncias de que uma residência, localizada no Jardim Aureny II, estaria sendo utilizada como ponto de venda de drogas. “Com base nas denúncias, as equipes da 1ª DENARC passaram a monitorar o local, e por várias vezes, flagraram um intenso movimento de pessoas entrando e saindo da residência, numa típica atitude para adquirir substâncias entorpecentes”, disse a autoridade policial.

Desse modo, no início da tarde desta sexta-feira, as equipes policiais voltaram ao local e novamente notaram o incessante movimento de usuários entrando e saindo. Diante dos fatos, os policiais adentraram ao local, momento em que flagraram um usuário, o qual afirmou que estava consumindo drogas e informou que havia mais pessoas no subsolo da residência.

Assim, os policiais foram até o interior do imóvel onde flagram quatro indivíduos sendo que três estavam consumindo e outro estava manuseando cerca de dez porções de crack, perfazendo quase 2 kg de drogas, várias porções de maconhas totalizando 1kg, cerca de 60 gramas de haxixe, bem como 500 gramas de cocaína pura.

Demais apreensões

Além do entorpecente, os policiais civis também apreenderam em poder de um indivíduo de iniciais M. F.S.A, de 22 anos, proprietário do imóvel, duas balanças de precisão, plástico filme e papel alumínio para embalar a droga.

Ainda durante as buscas, os policiais civis da 1ª DENARC também localizaram e apreenderam 15 munições intactas de calibre 9mm, bem como vários carregadores, de calibres 9mm e 380.

“Chamou a atenção o fato de um dos carregadores da marca Glock, ser alongado, o que possibilita que ele comporte cerca de 30 munições, o que significa mais poder de fogo para a arma em questão”, disse o delegado Alexander.

Resistência e lesão corporal

Enquanto as buscas eram realizadas no interior do imóvel, uma mulher, de iniciais K.C.S, de 22 anos, chegou ao local e foi informada da ação policial e que não poderia ingressar no imóvel. “Diante do pedido para não entrar na casa, a mulher se descontrolou e tentou entrar à força, no que foi impedida pelos policiais civis, momento em que investiu contra os agentes e passou a desferir chutes e socos, lesionando um dos agentes de segurança que participava da operação”, disse o delegado.

Em face do descontrole da mulher, a mesma precisou ser contida com uso moderado de força e algemada para que cessassem as agressões. “Ocorre que mesmo algemada e colocada no chão, a mulher continuava se debatendo, e tentando acertar os policiais”, frisou o delegado.

Todos foram conduzidos até a sede da 1ª DENARC, onde quatro homens foram ouvidos na condição de testemunhas e liberados, visto que só estavam no local como usuários. Já M.F.S.A, que é integrante de uma facção criminosa de renome nacional e que atua no Estado do Tocantins, foi preso e autuado em flagrante por tráfico de drogas e posse irregular de munições. Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o homem foi encaminhado à Unidade Penal de Palmas, onde aguardará manifestação da justiça.

A mulher foi autuada em flagrante por lesão corporal contra agente de segurança pública e resistência, mas pagou a fiança arbitrada pela autoridade policial e obteve o direito de responder ao processo em liberdade.

Para o delegado Alexander, a prisão do homem e a retirada de circulação do grande número de porções de drogas é resultado de um trabalho diuturno e eficaz da 1ª DENARC que não tem medido esforços para dar mais segurança a população de todas as regiões de Palmas.

“Ação muito positiva, onde foi possível apreender grande quantidade de drogas que não mais chegará às mãos de usuários da região sul da Capital, o que, sem dúvida, traz mais segurança a toda a comunidade local que é a maior beneficiária das ações da Polícia Civil. É preciso destacar também que os carregadores apreendidos, em especial, o que tem maior capacidade de tiro,  possibilitarão com que a Polícia Civil possa aprofundar as investigações em busca das armas de fogo, junto às organizações criminosas as quais eles integram, pois foi possível constatar que o indivíduo preso, além de faccionado, estava guardando esse material para os demais membros da facção criminosa”, destacou o delegado.

Publicidade    
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TENDÊNCIA